MAIS UMA MACHADADA NOS DIREITOS DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

As proposta do BE, PCP, PEV e PAN para permitir o acesso à reforma aos 55 anos de idade das pessoas com deficiência (incapacidade igual ou superior a 60%) com mais de 20 anos de desconto, 15 dos quais na condição de deficiênte, de que iriam beneficiar cerca de 6700 pessoas, foram hoje (12 de novembro) chumbadas no Parlamento com os votos do PS e da direita, com a alegação de que o impacto económico para as pessoas com deficiência seria baixo e muito alto impacto orçamental.

É mais uma vez, a negação dos direitos sociais e económicos das pessoas com deficiência.

É ASSIM QUE O PARLAMENTO (NA SUA MAIORIA) INICIA AS COMEMORAÇÕES DE 3 DE DEZEMBRO, DIA NACIONAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA